A lógica dos nossos 35 mil dólares individuais

De acordo com a Credit Suisse Wealth Report, a riqueza mundial atual (a soma do valor de todos os imóveis, bens e serviços existentes) é estimada em 240 trilhões de dólares. Essa é toda a riqueza produzida, direta e indiretamente, pelo homem. Portanto, esses 240 trilhões de dólares pertencem à humanidade.

Como hoje somos aproximadamente sete bilhões de pessoas no mundo, e a riqueza mundial é de 240 trilhões de dólares, então, matematicamente, a cada indivíduo cabe o justo montante de 35 mil dólares.

No entanto, a maioria das pessoas não dispõe dessa justa parcela da riqueza mundial. Ora, quando não se pode dispor do que é seu é porque se está sendo roubado. A maioria das pessoas, então, está sendo roubada da riqueza a que tem direito.

Se a cada ser humano cabem exatos 35 mil dólares – seja da maioria, seja da minoria -, porém, a maioria não possui esse valor, é a minoria, por conseguinte, que está roubando essa diferença para si.

Ora, o crime que a minoria está cometendo é roubar os 35 mil dólares da maioria das pessoas. Se justiça significa pagar pelos crimes que se comete, é justo que a minoria pague à maioria esses dólares roubados.

Para que no mundo haja justiça é necessário que a minoria gatuna pague pelos dólares que roubou. Agora, se ela não fizer isso, e ainda assim a maioria quiser um mundo justo, a maioria deve, portanto, eliminar essa minoria.

Desaparecendo-se com a minoria larápia restará apenas uma totalidade indivisa de pessoas diante dos seus 240 trilhões de dólares. Então, sem ter quem roube o que não lhe pertence, cada um terá de fato os seus justos 35 mil dólares de riqueza.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s