Educação&Futuro

Em vez de passivamente nos perguntarmos “que educação queremos para nossos filhos?”, a questão deve ser colocada de forma mais imediata e inclusiva: de que educação queremos ser filhos? Essa resposta é fundamental à vida contemporânea que obsoletou o “cogito ergo sum” cartesiano em benefício de um oportunista “me especializo, logo existo” mercadológico. Zigmunt Bauman discorre acerca dessa nova ordem na qual o profissional que sege, digamos, trinta anos na mesma função, ou na mesma empresa, tem nessa estabilidade mesma o maior desvalorizador do “produto” que ele é.

A formação acadêmica deixou de ser a preparação antes de uma carreira para se tornar o processo que entremeia constitutivamente as cada vez mais curtas e sucessivas etapas na vida do sujeito pós-moderno. Daí a necessidade de reavaliarmos o papel da educação na vida das pessoas e, não menos importante, na da sociedade. Heidegger, já em 1920 dizia ser a universidade uma instituição esclerosada por ainda atender às necessidades de uma indústria da segunda metade do século XIX. As nossas, infelizmente, não abandonaram tal práxis, pois seguem formando matéria-prima-humana às demandas do mercado e da economia.

Quem as universidades devem formar hoje em dia? Bons profissionais especializados em cuidar dos próprios umbigos e em acumular três carros na garagem até a gorda aposentadoria privada, e nada mais? Claro que não! Isso já era. Precisamos de advogados, arquitetos, filósofos, médicos, professores, etc., competentes o suficiente para reduzir efetivamente as insustentáveis diferenças sociais existentes no planeta, não para aumentá-las; gente que tenha capacidade inventiva para viver e construir um mundo em harmonia com a natureza, não destruí-la em função de um romântico consumismo individual.

“Se dar bem”, no presente e no futuro, não pode se dar “em relação” aos outros, mas justamente COM os outros, ou todos nos “daremos mal”. É isso que precisa MUITO ser ensinado, do maternal ao doutorado, tantas vezes quantas forem necessárias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s